Dermatite Atópica

Clínica Carla Vidal / Dermatite Atópica

A Dermatite atópica é uma doença crônica que causa inflamações na pele com fases de melhora e piora. Geralmente acomete pessoas com história pessoal ou familiar de asma, rinite alérgica ou dermatite atópica.

A doença é adquirida por herança genética. A causa exata é desconhecida, mas sabemos que é multifatorial, ou seja, vários fatores se associam para que a pessoa manifeste a doença. A pele seca com deficiência na produção da barreira natural de proteção e um mau funcionamento de sistema de defesa do organismo estão presentes.

A doença não é contagiosa e sua incidência vem aumentando na população principalmente em áreas urbanas onde pode chegar a acometer 20% da população.

Manifesta-se por lesões inflamadas na pele, avermelhadas e com uma característica principal: a coceira. Geralmente são úmidas no começo, mas com o passar do tempo se tornam ressecadas e descamativas. Por causa da coçadura crônica a pele se engrossa.Quando o paciente manipula muito as lesões pode levar a contaminação por bactérias e infeccionar a pele.

Onde as lesões aparecem?

Existem 2 fases distintas da doença, na criança e no adulto.

  • Na criança: as lesões predominam na face e nas laterais externas das pernas e braços;
  • No adulto: acometem principalmente as áreas de dobras como a dobra do cotovelo, do joelho e o pescoço.

A Dermatite Atópica tem cura?

Ainda não, apesar de cerca de 40% dos pacientes diminuírem de intensidade ou até não ter mais lesões com o passar dos anos, a maioria das pessoas tende a manter durante toda a vida uma pele ressecada que irrita com facilidade.

Tratamento

A chave para o controle da Dermatite atópica é evitar ao máximo os fatores desencadeantes e tratar rapidamente as crises agudas.

As lesões são tratadas com cremes, medicações orais e cabines de fototerapia. O esquema de tratamento varia conforme cada caso e nos quadros mais graves ou resistentes o acompanhamento em conjunto com médico dermatologista e alergista é fundamental.